telediagnóstico

O que é e como funciona o telediagnóstico?

Saiba qual a importância do telediagnóstico precoce para seus pacientes e como a tecnologia pode ajudar a sua clínica nesse processo

De acordo com a Portaria 2.546/2011 do Ministério da Saúde, o telediagnóstico é definido como um “serviço autônomo que utiliza as tecnologias da informação e comunicação para realizar serviços de apoio ao diagnóstico através de distâncias geográfica e temporal”. Em outras palavras, isso significa avaliação de exames e emissão de laudos por meio de dados compartilhados através de um software para clínicas.

Por meio do compartilhamento de dados, devidamente autorizados pelo paciente como manda a LGPD, uma clínica radiológica pode enviar imagens de exames através da internet e solicitar o diagnóstico de um médico especialista, por exemplo. Como vantagens, destacam-se a ampliação do acesso à saúde por pessoas que moram longe dos centros urbanos e a detecção precoce de enfermidades, fatores que fazem toda a diferença na qualidade de vida de uma pessoa.

Quer saber como funciona o telediagnóstico e como implementá-lo em sua clínica ou consultório? Então acompanhe este artigo até o final.

Telediagnóstico x teleconsultas

Antes de compreender melhor o que é telediagnóstico, é preciso explicar que o serviço é diferente da teleconsulta. Embora os dois se utilizem da tecnologia para possibilitarem o acesso à saúde independentemente das distâncias geográficas, eles são utilizados para finalidades distintas.

A teleconsulta é uma modalidade de atendimento médico online focada em ouvir as queixas dos pacientes e identificar o seu problema de saúde. Portanto, trata-se de uma parte preliminar do tratamento, na qual o profissional de saúde pode inclusive solicitar exames ou prescrever medicamentos sempre que necessário.

O telediagnóstico, por sua vez, dá continuidade à teleconsulta, por meio da interpretação a distância dos resultados dos exames solicitados pelo médico. O serviço inclui diagnósticos de raio-X, tomografia computadorizada, ressonância magnética, mamografia entre vários outros exames de imagem.

Como funciona o telediagnóstico?

O telediagnóstico pode ser implementado em qualquer estabelecimento de saúde, como clínicas e consultórios médicos, laboratórios, consultórios odontológicos e hospitais. Na prática, o serviço combina aparelhos digitais com softwares de gestão médica como a OnlineClinic, por exemplo.

Após o profissional de saúde solicitar os exames laboratoriais ou de imagem, o paciente é encaminhado até o estabelecimento de saúde e lá realiza os exames de forma habitual, por profissionais especializados como radiologista e técnicos de enfermagem. O que muda, na verdade, é a forma com que esses dados são interpretados e entregues.

Na maneira tradicional, o paciente deve voltar à clínica dentro de alguns dias e pegar os resultados dos exames. Após isso, deve marcar uma nova consulta com o médico solicitante para que ele avalie os exames e, caso seja necessário, prescreva medicamentos ou indique o melhor tratamento. 

No telediagnóstico, entretanto, os dados coletados durante a realização dos exames são enviados diretamente para a plataforma de telemedicina. Os dados são compartilhados entre paciente, responsável técnico pelo laudo e pelo médico solicitante. Isso possibilita diagnósticos rápidos, precisos e, claro, tratamentos precoces, assertivos e com melhores resultados.

Benefícios do telediagnóstico

Veja porque o telediagnóstico é um grande aliado de profissionais de saúde e pacientes!

Redução de custos

Como o telediagnóstico, não há a necessidade da alocação de um profissional de saúde em uma clínica ou consultório, o que possibilita uma redução significativa no quadro de funcionários. Além disso, os laudos dos exames são acessados remotamente, ou seja, não existe impressão de documentos.

Quebra de barreiras geográficas

O diagnóstico a distância também facilita o acesso das pessoas ao serviço de saúde, pois não está limitado a uma região geográfica ou à presença de um médico no local. A digitalização das imagens e do laudo, inclusive, facilita atendimentos de emergência, na medida em que possibilita resultados confiáveis sem que paciente e profissional de saúde estejam presentes no mesmo lugar.

Segurança de dados

Com dados coletados e compartilhados na nuvem, não há o risco de o laudo ser acessado por pessoas não autorizadas, extraviado ou perdido em acidentes. Quando utilizados por plataformas médicas seguras, em conformidade com a LGPD, os dados sensíveis dos pacientes são protegidos por uma camada de segurança, a criptografia. Isso impede o vazamento de dados na internet.

Mais rapidez na entrega dos resultados dos exames

Conforme pontuamos anteriormente, no telediagnóstico o laudo do exame é enviado diretamente para o médico solicitante através de uma plataforma de gestão médica. E isso melhora consideravelmente a assistência aos pacientes, pois possibilita diagnósticos confiáveis e precoces, fazendo com que os tratamentos se iniciem mais cedo.

Imagens com melhor qualidade

Graças à tecnologia, as imagens dos exames podem contar com melhor qualidade. Por meio de recursos específicos, os profissionais de saúde podem alterar luminosidade, padrão de cores, ângulos e tamanhos das imagens. Dessa forma, é possível laudar os exames de maneira mais assertiva.

Integração do cuidado médico

Vale a pena ainda destacar que como os dados ficam salvos na nuvem, o telediagnóstico permite a criação de uma rede compartilhada e qualificada de informações. Com isso, os profissionais de saúde envolvidos no diagnóstico podem acessar os dados, emitir opiniões médicas, trocar experiências e juntos promoverem melhor experiência ao paciente com o atendimento e com o tratamento.

Telediagnóstico é o futuro da saúde digital. Como implementar em sua clínica?

Como mostramos no decorrer deste artigo, o telediagnóstico representa o futuro da saúde digital. Afinal de contas, ele abre caminhos para inovações no setor da saúde, como a popularização da teleconsulta e telerradiografia, modalidades de atendimento médico a distância que facilitam a vida dos pacientes e dos profissionais de saúde.

Todavia, para implementar essas soluções em sua clínica, consultório, laboratório ou hospital, é preciso contar com a tecnologia. Nesse sentido, a OnlineClinic, plataforma de gestão médica, surge como excelente alternativa para melhorar a satisfação dos pacientes com o seu atendimento.

Online, intuitiva e completa, a plataforma OnlineClinic oferece todos os recursos que o profissional de saúde precisa para gerenciar o seu estabelecimento de saúde. Além de agenda e prontuário eletrônicos, o sistema também conta com um moderno recurso de teleconsulta e prescrição digital. Assim, poderá acompanhar as evoluções do setor, digitalizando processos, exames e laudos.

Por que burocratizar o seu atendimento se a saúde já é digital? Conheça a plataforma OnlineClinic e garanta um diferencial competitivo ao seu negócio atendendo seus pacientes remotamente.

Posts relacionados

Categorias