Controle financeiro para sua clinica

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Controle Financeiro da sua Clínica em Poucos Cliques

Ferramentas de controle financeiro permitem que o médico gerencie os recebimentos e gastos da clínica em um só lugar. Saiba mais

De acordo com o Sebrae, a falta de controle financeiro é um dos motivos que levam milhares de empresas a encerrarem as suas atividades nos primeiros cinco anos de vida. Segundo a entidade, empresas que acompanham as suas receitas e despesas têm mais chances de sucesso no mercado do que as que não possuem uma boa gestão financeira.

E quando tratamos da administração de clínicas e consultórios, essa realidade não é diferente. Isso porque o controle financeiro é imprescindível. A prática oferece ao gestor uma visão panorâmica da saúde financeira do empreendimento, facilitando que ele possa planejar recursos e estratégias de crescimento a curto e médio prazo. 

Quer saber como controlar as finanças da sua clínica ou consultório em poucos cliques? Continue lendo este artigo e descubra como fazer isso de forma efetiva.

O que é controle financeiro?

Por controle financeiro compreende-se um conjunto de ações que visam registrar, acompanhar e analisar as contas a pagar e receber de uma empresa. A atividade é composta por vários processos, tais como gestão de fluxo de caixa, análise de relatórios financeiros, conferência de saldos bancários entre várias outras.

Quando aplicada em uma clínica ou consultório, permite que o médico tenha todos os registros de pagamentos feitos por clientes e pelas operadoras de plano de saúde, bem como os pagamentos a receber. Além disso, também mantém devidamente registrado os gastos da clínica, como aluguel, contas de consumo, pagamento de fornecedores, entre outros.

Em suma, a atividade possibilita que o gestor saiba de onde vêm os seus recursos financeiros e em que eles estão sendo empregados. Dessa forma, o profissional de saúde pode tomar decisões mais assertivas em prol do crescimento do negócio, como cortar gastos desnecessários, negociar com fornecedores, planejar investimentos entre outras ações importantes para a sobrevivência do empreendimento em um mercado tão competitivo.

A importância do controle financeiro da clínica ou consultório

O principal objetivo do controle financeiro da clínica médica é oferecer mais previsibilidade ao negócio, de forma que o gestor consiga se antecipar a imprevistos. 

Ao conhecer as entradas e saídas monetárias, as chances de o empreendimento sobreviver a crises e oscilações de mercado são muito maiores. Até mesmo porque nesses casos, fica mais fácil adequar os recursos financeiros disponíveis às demandas atuais, seja por meio da contratação de capital de giro ou da antecipação de recebíveis, por exemplo.

Todavia, esse não é o único benefício de fazer uma boa gestão financeira da clínica. A prática revela ainda outros bons motivos para ser colocada em prática ainda hoje pelo seu estabelecimento:

  • . Reduzir desperdícios;
  • . Planejar melhores investimentos para o crescimento;
  • . Garantir a compra ou a manutenção de equipamentos médicos;
  • . Facilitar a tomada de decisão;
  • . Manter o saldo em caixa sempre positivo;
  • . Viabilizar o lucro do negócio.

Como fazer um bom controle financeiro da clínica?

Conforme pontuamos anteriormente, a gestão financeira da clínica é uma ferramenta eficaz para garantir a sobrevivência em um mercado tão competitivo. E na área da saúde, o controle das finanças se torna ainda mais necessário, haja vista se tratar de um tipo de negócio diretamente  influenciado por constantes avanços tecnológicos. E nesse contexto, quem não se planeja para acompanhar a evolução, tende a fechar as portas.

Ao gerenciar as finanças da clínica ou consultório, os médicos conseguem oferecer um atendimento de melhor qualidade ao paciente, por meio de instalações mais cômodas, diagnósticos precisos e bons tratamentos. Isso, por sua vez, atrai mais pacientes para a clínica, melhora os lucros e consequentemente o desempenho dela no mercado.

Mas como fazer um bom controle financeiro da clínica ou consultório? Com as dicas a seguir certamente você vai conseguir fazer uma boa administração do seu negócio, confira!

Registre sua movimentação financeira

Já dizia William Edwards Deming: “O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado.” Essa frase, dita por um importante professor e estatístico norte-americano, nunca foi tão atual. Em linhas gerais, ela afirma que sem indicadores não é possível monitorar resultados, tampouco alcançar objetivos. Mas para chegar aos indicadores, antes de qualquer coisa é preciso existir o registro.

Nesse sentido, é válido destacar que a movimentação financeira da clínica deve ser devidamente registrada. Isso inclui, por exemplo, as consultas realizadas já recebidas e as que ainda estão pendentes. Além disso, inclui também os gastos com contas de consumo, aluguel, pagamento de funcionários, compra de equipamentos entre outros.

Ao fazer isso, você passa a conhecer melhor a situação financeira da clínica, bem como as suas necessidades. O registro detalhado das entradas e saídas, bem como dos lançamentos futuros oferece mais previsibilidade ao fluxo de caixa e, portanto, melhores perspectivas de desenvolvimento do negócio.

Separe as contas pessoais das contas

Misturar as finanças da clínica com as finanças pessoais é um erro muito comum entre vários empreendedores. Por mais que a clínica seja pequena ou um negócio familiar, essa é uma prática que deve ser evitada a todo o custo.

Afinal de contas, ela atrapalha a gestão financeira da clínica e cria falsas perspectivas sobre a real situação financeira do empreendimento. Além disso, ainda impede o correto direcionamento dos recursos financeiros para atividades e setores estratégicos.

É justamente para evitar essa bagunça nas finanças é que existem o pró-labore. Trata-se, na verdade, de uma conta de despesa que tem como objetivo remunerar o empreendedor ou o seu sócio pelos trabalhos realizados em um determinado período. Em uma clínica ou consultório, é o pagamento mensal do médico. O pró-labore evita retiradas indevidas do caixa do seu estabelecimento e torna a gestão financeira mais organizada, transparente e eficaz.

Tenha uma reserva financeira

Conhecidas as receitas e despesas da clínica, é hora de planejar as melhores estratégias para a manutenção ou desenvolvimento dela no mercado. Para tal, procure reservar parte dos recursos obtidos para suprir alguma emergência. Estar preparado financeiramente para aproveitar oportunidades ou lidar com imprevistos é uma maneira eficaz de possuir um negócio próspero por muitos anos.

Em uma clínica ou consultório, as incertezas são imensas. São vários equipamentos caros e essenciais, que se falharem, podem causar a perda de pacientes e comprometer seriamente as finanças do negócio. Além disso, é preciso estar sempre investindo na capacitação profissional da equipe e em melhorias na infraestrutura para receber os pacientes da melhor forma possível.

Ter uma reserva financeira significa estar um passo à frente das adversidades. Seja para fazer a compra ou a manutenção de equipamentos ou para lidar com um menor fluxo de pacientes, ter um fundo de reserva garante mais tranquilidade ao gestor na administração de clínicas e consultórios.

Invista em bons sistemas de clínicas

Você pode até fazer o controle financeiro da clínica em planilhas eletrônicas, não há mal nenhum nisso. O problema é que esse sistema de registro de controle demanda mais tempo, conhecimento sobre fórmulas complexas e é suscetível a erros. E uma administração de clínicas e consultórios eficiente requer agilidade e sobretudo assertividade. 

Portanto, o uso de um bom sistema de gestão médica se faz mais do que necessário. Bons sistemas de clínicas reúnem em um único lugar todas as informações que o médico empreendedor precisa para bem administrar o seu próprio negócio. Com apenas alguns cliques na tela do celular ou do computador, o profissional tem acesso a todas as movimentações financeiras da clínica de forma prática e intuitiva.

Com a OnlineClinic, por exemplo, todos os processos da clínica são integrados para otimizar o seu tempo de trabalho, da marcação e confirmação da consulta até o atendimento propriamente dito. Dessa forma, você tem total controle sobre os atendimentos realizados e sobre o faturamento gerado por eles. E como se já não bastassem essas vantagens, ainda tem acesso a relatórios gerenciais para acompanhar o desempenho do negócio e propor ajustes sempre que for necessário.

Prático, funcional e eficaz, o sistema de gestão médica OnlineClinic possui funcionalidades que automatizam tarefas repetitivas e burocráticas da sua clínica, tornando o negócio mais produtivo. Além do controle financeiro da clínica médica, o sistema ainda conta com recursos como agenda eletrônica com confirmação e fila de espera, prontuário eletrônico, prescrição online e teleconsulta.

OnlineClinic: controle financeiro da clínica com o melhor custo-benefício 

Como mostramos neste artigo, a plataforma OnlineClinic é a parceira ideal para transformar a gestão financeira da sua clínica. Com recursos que integram diferentes setores e digitalizam processos, você passa a ter total controle sobre as suas finanças de forma prática e eficiente. 

Isso, por sua vez, possibilita que você tenha mais tempo para se dedicar a atividades mais importantes. E isso, é claro, se reflete positivamente no nível de satisfação dos pacientes com a clínica. 

Quer otimizar seu controle financeiro? A OnlineClinic tem a melhor solução de relatórios gerenciais e gestão de finanças para sua clínica ou consultório. Teste nossa plataforma gratuitamente por 7 dias.

Posts relacionados

Como funciona o atendimento híbrido em clínicas?

Como funciona o atendimento híbrido em clínicas?

O atendimento híbrido na saúde garante diferencial…
Categorias